Maguito desafia Dona Iris em entrevista ao DM: “governo não faz oposição a governo”

Em longa entrevista assinada por Renato Dias, o prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela, desafia iristas ao defender de forma rasgada a filiação de Júnior Friboi ao PMDB e manda recado à deputada Iris Araújo, que critica de forma feroz o relacionamento republicano do prefeito com o governador Marconi Perillo. “Governo não faz oposição à governo”, ensina Maguito.

Nos últimos dias, o prefeito está envolto numa grande polêmica sobre a relação harmônica que mantém com Marconi. Radicais e aloprados peemedebistas, como o ex-secretário Geral Kid Neto e Iris Araújo, defendem uma oposição histérica e irresponsável ao governo do Estado e criticam Maguito por manter diálogo com o tucano.

Com esta entrevista do Diário da Manhã, o prefeito avisa que não aceita cabresto da ala xiita do partido e que vai se guiar por suas convicções.

Enfim, mostrou que os iristas, a deputada Iris Araújo e os radicais do partido não mandam nele.

 

Veja a íntegra da entrevista:

“Governo não faz oposição a governo”

Maguito Vilela diz que PT pode indicar cabeça-de-chapa, abre as portas a Júnior Friboi e acena a Marconi

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Maguito Vilela, diz manter, hoje, uma relação administrativa e não política com o governador do Estado, Marconi Perillo (PSDB). Ele insiste ao Diário da Manhã que “governo não faz oposição a governo”. “Tenho muito cuidado para as questões políticas não contaminarem a administração pública, a gestão pública. Município, Estado e União devem estar alinhados”, analisa. Mais: desmente rumores, garante que não deixará o PMDB e acredita que o PT pode indicar o cabeça-de-chapa, em 2014, nas eleições ao Palácio das Esmeraldas. Pragmático, o peemedebista abre as portas de sua legenda ao empresário multinacional José Batista Júnior [Júnior Friboi], convertido à liturgia socialista de Eduardo Campos, mas que quer ficar sob o guarda-chuva do Palácio do Planalto [Dilma Rousseff]. “A estratégia é ciscar para dentro, já dizia o senador Pedro Ludovico Teixeira”, discursa. Aos 64 anos de idade, admite ao DM a possibilidade de concorrer ao Senado, em 2018. Antes, informa, terminará o mandato conferido pelas urnas, em Aparecida de Goiânia. Ele abençoa o projeto de poder com a impressão digital da presidente da República, Dilma Rousseff, lembra que jogou água benta em Luiz Inácio Lula da Silva em 2002 e 2006 e revela que formula políticas públicas para os próximos 20 anos em seu município.

 

MANDATO EM APARECIDA
Terminarei o mandato conferido pelas urnas em Aparecida de Goiânia. Em minha vida, já disputei o que tinha que disputar: fui eleito vereador, deputado estadual, deputado federal, vice-governador, governador do Estado, senador, prefeito. Aparecida de Goiânia tem um futuro enorme pela frente e será uma das locomotivas do Centro-Oeste.

NOVO TITULAR PARA SEMAS
Com a morte precoce do secretário de Meio Ambiente, Lafaiete Campos Filho, assumiu Fábio Camargo. Ele terá todo o nosso respaldo.

DESFILIAÇÃO DO PMDB
Não existe a mínima possibilidade de desfiliar-me do PMDB. Os rumores são infundados. Nunca falei isso. Não admito. Tenho uma história de coerência dentro do PMDB, que me elegeu deputado estadual, deputado federal, vice-governador, governador de Goiás, senador e duas vezes prefeito de Aparecida de Goiânia.

2018
Primeiro, terminarei meu mandato. Depois, não descarto a possibilidade de concorrer ao Senado. Se eu perceber que posso ser útil… Mas ainda está muito longe…

2014
Quem quiser ganhar o Governo do Estado tem de fazer amplas alianças políticas e eleitorais. Para obter tempo em rádio e TV e uma maior militância nas ruas e nos comícios.

NOMES À CASA VERDE
O nome do prefeito de Jataí, Humberto Machado, tem de ser levado em conta, além dos deputados federais e estaduais do PMDB. Assim como do ex-prefeito de Goiânia, ex-governador do Estado, ex-ministro da Justiça e da Agricultura Iris Rezende Machado.

CABEÇA DE CHAPA
O candidato a governador pode ser do PT, que tem nomes com densidade eleitoral e histórias políticas como Paulo Garcia, Antônio Gomide, Rubens Otoni, Pedro Wilson. Ele pode ser do PSB também. Do PMDB… Mas deve ser o nome que estiver em melhores condições.

CRITÉRIOS DE AFUNILAMENTO
Um dos critérios de afunilamento deve ser a pesquisa qualitativa, que apontará o perfil que o eleitor quer, além de livre trânsito entre os partidos políticos. Ele pode ser um nome que ainda não foi ventilado também. Tudo é possível. O que nós precisamos é de um projeto para Goiás. Quem sair com esse programa, moderno, arrojado, ganhará as eleições.

DILMA ROUSSEFF
Apoiei Lula em 2006 e 2006 e Dilma Rousseff, em 2010. Vou apoiá-la mesmo que o PMDB não a apoie. O que não deve ser o caso. É o nome natural, fez um governo com altos índices de aprovação popular. Ela tem muita legitimidade política e será reeleita, com certeza.

JÚNIOR FRIBOI
Vejo com bons olhos o ingresso dele no PMDB. Que seja bem-vindo. Se ciscarmos para fora, perderemos as eleições mais uma vez. O PMDB tem de atrair novos quadros.

ESTRATÉGIAS DE DESENVOLVIMENTO
Em Aparecida de Goiânia, criamos o Conselho de Inteligência. Para formular políticas públicas para os próximos 20, 30 anos. Para elaborar o Plano Diretor. De forma plural. Com representantes da sociedade civil, universidades, do meio empresarial, do legislativo, do Judiciário. Para pensarmos Aparecida de Goiânia com desenvolvimento, sustentabilidade e segurança.

PAC
A prefeitura de Aparecida de Goiânia receberá R$ 270 milhões do PAC. Para investir em três eixos estruturantes ainda em 2013. Nas áreas de saneamento, asfalto e mobilidade. Aparecida possui cobertura de apenas 15% da rede de esgoto. A média nacional é de 46%. Para 2014, a solicitação ao Governo federal será de R$ 350 milhões.

EDUCAÇÃO
Em nossa gestão, construiremos 43 novos CMEIs. Ampliaremos e reformaremos todas as unidades escolares. Mais: implantamos eleição direta para diretor, concurso público, mantemos o pagamento em dia, notebooks para os professores e informatizamos as escolas. Entregaremos quatro escolas-modelo, sendo duas para tempo integral, assim como escolas profissionalizantes. É nossa intenção instalarmos no município uma Faculdade de Medicina. Distribuímos ainda 79 mil kits com tênis.

UFG
Sai, nos próximos meses, a licitação para as obras de infraestrutura e do Campus Avançado da Universidade Federal de Goiás em Aparecida de Goiânia. Inicialmente, ele oferecerá cursos na área de Engenharia.

SAÚDE
Já construímos uma UPA, cinco unidades de saúde, CAPs 2 com equipe de rua, CAPs Bem-Me-Quer, um centro clínico, além do agendamento municipal de consultas. Reformamos CAIs e postos de saúde, como Nova Era e Madre Germanda. Sairá também, em minha gestão, o Hospital Municipal com 220 leitos. Para ele, o Ministério da Saúde irá liberar R$ 60 milhões. Até 2015. Faremos também mais duas UPAs e mais 10 unidades básicas de saúde.

HABITAÇÃO
A prefeitura de Aparecida de Goiânia (em parceria com o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal) construirá oito mil casas e apartamentos populares.

POLUIÇÃO SONORA
O projeto Tolerância Zero fez 123 apreensões e recebeu 3.000 denúncias. A cidade que era a mais barulhenta agora é a mais silenciosa…(Risos)

PLANO DIRETOR
O Plano Diretor será licitado nos próximos meses.

AEROPORTO
Ele será construído em concessão para a iniciativa privada até o ano de 2014.

CULTURA
O Ministério da Cultura liberará recursos financeiros para oito pontos de cultura no município.

PAVIMENTAÇÃO
A meta é asfaltar dois milhões de metros quadrados em 2013. Com recursos da União, do Tesouro Municipal e em parceria com o Governo do Estado.

EIXOS ESTRUTURANTES
É nossa meta é construir obras da Avenida Bela Vista até a região leste da cidade; da Alameda da Paz até o centro de Goiânia; interligar os bairros Helvécia, Cardoso I e II, Vera Cruz I e II e Estrela do Sul. Aparecida de Goiânia é a segunda cidade, hoje, em execução orçamentária. O município está em um ritmo acelerado. Dobrou o PIB, a arrecadação, o número de agências bancárias.

VIOLÊNCIA
Dados oficiais mostram que Aparecida de Goiânia reduziu em 35% os índices de criminalidade. Ela era a 3ª e não está mais nem entre as 15 cidades mais violentas de Goiás.

RELAÇÃO COM MARCONI PERILLO
Mantenho uma relação administrativa com o governador do Estado, Marconi Perillo. Governo não faz oposição a governo. Tenho muito cuidado para as questões políticas não contaminarem a administração pública, a gestão pública. Município, Estado e União devem estar alinhados.

OBRAS DO ESTADO
Governo do Estado e Prefeitura têm quatro obras prioritárias a serem feitas em Aparecida de Goiânia: o Instituto Médico Legal, a Avenida da Paz, Viaduto do Madre Germana e a implantação de um novo polo industrial.