Segundo Fabiana, Iris não aceita que o PMDB fique sem candidato ao governo este ano

Em sua coluna semanal em O POPULAR, a jornalista Fabiana Pulcineli escreve que o ex-governador Iris Rezende é categórico quando questionado se há possibilidade de o seu partido, o PMDB, abrir mão da candidatura ao governo nas eleições deste ano para apoiar um nome do PT: “Hoje isso é impossível”.

No texto, Fabiana pontua as razões apresentadas por Iris: “Primeiro (diz o político), por conta do tamanho do PMDB goiano – o maior partido do Estado mesmo fora do poder há 15 anos. Segundo, na opinião do peemedebista, é preciso lembrar que o PMDB cedeu a Prefeitura de Goiânia ao PT em 2010 e depois apoiou o partido em 2012.”

Em seguida, acrescenta outro trecho da conversa com Iris: ‘“Não é imposição, é a lógica”’, diz Iris, ressaltando o número de prefeitos do partido e as “raízes” em todas as cidades goianas. Algo que o PT, sem capilaridade no interior, de fato não tem.”