Deputado cobra “postura de estadista” de Antônio Gomide. Aí, também, é querer demais, né?

Veja nota da coluna Giro:

Peemedebistas cobram “postura de estadista” de Antônio Gomide

O recado do prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (PT), que expressou ao ex-prefeito Iris Rezende a intenção de cruzar os braços caso seja atrapalhado na tentativa de viabilizar sua candidatura ao governo, repercutiu mal com peemedebistas. Isso porque a ação do petista trouxe à tona uma das principais queixas do PMDB em relação às eleições de 2010, desde quando, nos bastidores, é acusado de não ter trabalhado pela candidatura de Iris, que obteve apenas 25% dos votos válidos na cidade. “Esperamos um posicionamento de estadista do Antônio Gomide, independentemente do resultado das articulações, de quem for o candidato. Jamais vamos devolver o governo de Goiás à população sem nos desprendermos de vaidades pessoais”, critica o deputado estadual Bruno Peixoto. Com um discurso mais agressivo, o ex-deputado José Nelto fala em “traição”. “Isto mostra o seguinte: que na eleição passada o trabalho dele lá foi ‘para inglês ver’. Ele é um líder e tem de transferir votos, senão vira traição”, ataca.