Mais complicação para a Celg: deficitária, Eletrobras vai vender suas distribuidoras

Abalada por um megaprejuízo de R$ 6,9 bilhões em 2012, a Eletrobras anunciou um plano de recuperação que envolve a venda das seis distribuidoras de energia que estão sob o seu controle, no Piauí, Alagoas, Rondônia, Acre, Amazonas e Roraima.

A Celg é a sétima distribuidora, administrada pela Eletrobras, mas ainda sob o controle acionário do Estado de Goiás – apesar do acordo de acionistas que transferiu a gestão para a estatal federal de energia, houve problemas e a propriedade ainda não foi transferida.

Ora, se vai vender as suas seis distribuidoras, que interesse teria a Eletrobras – enfrentando um oceano de problemas financeiros – em ficar com a Celg? Ainda mais sendo a empresa goiana um verdadeiro abacaxi, que deu prejuízo de R$ 800 milhões em 2012.

Vem encrenca aí.