Assim como fez com Mauro, Iris podou todas as lideranças que podiam brilhar

Bem ao estilo do coronel político, Iris Rezende nunca permitiu que uma outra liderança política brilhasse ao seu redor. A primeira vitima foi Mauro Borges. Depois, Iris investiu pesado contra Henrique Santillo, patrocinando uma horrorosa campanha de desmoralização do ex-governador e antigo aliado.

Em seguida, podou Nion Albernaz, Lúcia Vânia e Irapuan Costa Júnior, À extensa lista de Iris, juntam-se Marconi Perillo, Barbosa Neto, Luiz Bittencourt e, mais recentemente, Thiago Peixoto e Francisco Jr.

Uma a umas, essas lideranças foram podadas por Iris, que nunca admitiu dividir o Poder e o palco com outros atores.

Alguém para lhe fazer sombra, nem pensar.