Fracasso com data marcada: caravana da oposição começa na próxima quarta-feira

A oposição marcou data e hora para novo vexame e nova crise interna: quarta-feira, 3 de abril.

Amanhã ocorre a primeira edição da propalada caravana da oposição. Ela será formada apenas por deputados estaduais e é organizada pelo deputado Francisco Gedda (PTN). O grupo vai visitar escolas de Aparecida e, depois, passear por Uruana, Carmo do Rio Verde, Ceres e Rubiataba.

Há inúmeros motivos para acreditar que a mobilização vai dar errado:

1) Se todos os deputados da oposição forem, a bancada fica desguarnecida na Assembleia. Daí, o governo aprova e desaprova o que quiser.

2) Se nenhum deputado for, a desmoralização vai ser maior.

3) A organização está a cargo de Gedda, que não tem a menor aptidão ou fôlego para mobilizar os seus colegas.

4) A mobilização começa em Aparecida, cidade do prefeito Maguito Vilela, que anda bem próximo do governador Marconi Perillo (PSDB) e chateado com PMDB e restante da oposição.

Por essas de outras, o jornalista Nilson Gomes disse hoje, em programa na Rádio 730, que Marconi “nada de braçada”.