Assembleia joga a bomba da verba indenizatória no colo do Tribunal de Contas do Estado

Depois que o Diário da Manhã e O Popular publicaram matérias levantando suspeitas sobre os gastos por conta da verba indenizatória dos 41 deputados da Assembleia Legislativa, que podem envolver até sonegação de impostos, a Casa divulgou nota oficial jogando a bomba no colo do Tribunal de Contas do Estado.

Segundo a nota oficial, colocada no site do Legislativo na internet, “toda a documentação (relativa à verba indenizatória) é submetida ao crivo do Controle Interno e também do Tribunal de Contas do Estado (TCE)”.

A nota afirma também que “o pagamento só é feito mediante apresentação de documentos como notas fiscais emitidas em nome do parlamentar”.

Como a Assembleia não permite acesso a esses documentos, não há como comprovar a veracidade dessa informação.