Jornalista quer saber: a quantas anda a construção de 81 CMEIs em Goiânia?

Em nota publicada hoje na coluna Xadrez, a jornalista Marina Dutra deixa uma pergunta ao prefeito de Goiânia, Paulo Garcia: a quantas anda a construção de 81 CMEIs em Goiânia, prometidos por Paulo na campanha à reeleição do ano passado?

Paulo prometeu construir 81 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) nos quatro anos de segundo mandato. Na ponta do lápis, significa que o petista acredita ter condições e capacidade para construir, em média, três novos CMEIs a cada dois meses.

Para os adversários de Paulo, desmoralizar a proposta “ousada” do candidato a reeleição requer apenas uma simples comparação com os dois anos de cinco meses do atual mandato dele. A matemática é simples. Neste período – que Paulo considera curto – Paulo inaugurou apenas seis CMEIs. Se mantivesse a média, seriam 12 em quatro anos. Muito menos do que os 81 que o prefeito agora promete construir.

Em dois anos e cinco meses, foram inaugurados apenas os CMEIs do Jardim Cerrado VI, Vera Cruz II, Finsocial, Jardim América, Bairro da Vitória III e Residencial Orlando de Moraes. Outros nove estão inacabados, como os CMEIs do Vale dos Sonhos, do Jardim Pompéia, do Setor Hugo de Moraes, do Recanto das Minas Gerais e do Real Conquista. No do Recanto das Minas Gerais, por exemplo, já são quase dois anos de espera para a conclusão das obras.

A construção de mais 20 CMEIs foi licitada pela atual administração da prefeitura de Goiânia, mas a promessa nunca saiu do papel. É o caso dos CMEIs do Setor Pedro Ludovico e do Setor Grande Retiro. De acordo com levantamento realizado pelos Conselhos Tutelares de Goiânia, a prefeitura precisa abrir oito mil novas vagas em CMEIs para suprir a demanda da população.