10 perguntas incômodas que a Assembleia faz questão de não responder

O jornal O Popular, em duas páginas inteiras de reportagem sobre o escândalo dos supersalários na Assembleia Legislativa, faz uma coletânea das dúvidas que continuam cercando o episódio.

O presidente Helder Valin, que retornou de viagem particular aos Estados Unidos, deu entrevista à imprensa, prometeu diminuir os supersalários e encerrou o assunto.

Mas, o mistério permanece. A falta de transparência é a regra na Assembleia e, nessa zona cinzenta, todos os deputados – de situação e de oposição – são cúmplices e colaboram para manter a verdade escondida.

Veja as 10 perguntas sem respostas listadas na edição desta quarta-feira por O Popular:

1 – Qual a tabela de cargos e salários da casa?

2 – Quantos cargos têm status de diretoria?

3 – Quantos recebem mais que deputados?

4 – Quantos comissionados existem na casa?

5 – Quantos servidores efetivos ocupam funções comissionadas?

6 – A quais benefícios (gratificações, adicionais, auxílios) os servidores têm direito?

7 – Para onde vão gastos com verbas indenizatórias?

8 – Onde estão as notas fiscais referentes à VI?

9 – Quantas viagens internacionais foram bancadas pela Assembleia e quais parlamentares viajaram?

10 – Quais os valores de diárias de deputados em viagens internacionais?