Enquanto Alego cria salários de R$ 44 mil, professores suplicam por aumento de 8%

Reportagem da TV Anhanguera estabeleceu relação direta entre os supersalários da Assembleia e a remuneração dos professores estaduais – que estão mobilizados na Assembleia pressionando por um aumento de 8%.

Diz o apresentador Fábio Castro: “Enquanto lá fora (do prédio da Assembleia) estão os professores com um piso salarial de R$ 1.567,00, lá dentro a discussão é sobre os salários dos diretores da Casa, que vão até a R$ 44 mil”.

O repórter Murilo Santos também aparece na matéria, fazendo as contas: “O salário de um diretor da Assembleia é 15 vezes mais que o salário de um professor em início de carreira”, calcula ele.

Em seguida, são ouvidos professoras, presentes na Assembleia, que batem pesado nos deputados. Uma delas, Ana Gomes, aposentada, acusa os parlamentares, em sua maioria, de trabalhar contra o magistério.