Cachoeira elogia Batista: “Democracia se materializa nas páginas do Diário da Manhã”

Carlinhos Cachoeira rasga elogios a Batista Custódio no seu artigo publicado na edição desta segunda-feira do Diário da Manhã.

Ele afirma que o DM “é a materialização da democracia e da livre circulação de idéias”, citando a publicação do seu próprio artigo como exemplo.

O lance ousado de Batista Custódio, ao publicar o texto de Cachoeira, já repercute em sites nacionais de imprensa.

Jornalisticamente, é uma jogada e tanto – e não há como estranhar.

Carlinhos Cachoeira, pelas regras do Estado de Direito e da democracia, não pode ser classificado de “contraventor” ou de “bicheiro” ou sequer de “criminoso”, já que nunca foi condenado pela Justiça com sentença transitada em julgado.

Ainda que tivesse sido condenado, ele, como cidadão, não pode ser privado do direito de se manifestar livremente – a Constituição brasileira assegura a todos o direito à liberdade de expressão.

Para não ficar mal com o rival número um do Diário da Manhã, Cachoeira aproveita o artigo desta segunda-feira no DM para rasgar seda também para O Popular – quando diz ter certeza de que o diário do Grupo Jaime Câmara publicaria o seu artigo, embora com atraso de alguns dias devido à fila de artigos para a sua página de opinião.

Leia o artigo de Carlos Cachoeira no link.