Para quem critica o Daqui, este artigo de Carlos Alberto Di Franco cala a boca. Toma!

O jornal Daqui, o tabloide popular do Grupo Jaime Câmara, não é visto com bons olhos pelos chamados intelectuais, que torcem o nariz para o estilo sem rebuscamentos da publicação, apesar de ela ser campeoníssima em vendagem (dizem que a tiragem é de 150 mil exemplares por dia).

Um artigo de Carlos Alberto Di Franco (veja a qualificação dele: diretor do Departamento de Comunicação do Instituto Internacional de Ciência Sociais – IICS (www.iics.edu.br) e doutor em Comunicação pela Universidade de Navarra, é diretor da Di Franco – Consultoria em Estratégia de Mídia (www.consultoradifranco.com). E-mail: difranco@iics.org.br) dá uma nova, interessante e pedagógica visão sobre o Daqui.

Veja o que ele diz:

“No Brasil, para além da permanência dos diários tradicionais, explodiu o fenômeno dos populares de qualidade. O novo segmento não tem apenas incorporado novos leitores. Ele, de fato, representa uma esplêndida plataforma educativa.

É fascinante ler alguns depoimentos dos novos leitores. São pessoas simples, frequentemente marginalizadas do debate público, que encontraram nos populares de qualidade uma carícia na sua autoestima. Sentem-se cidadãos”.