Debate inútil sobre medicamentos: o sururu da farmácia na Câmara

Os vereadores Paulo da Farmácia, Bernardo do Cais e Anselmo Pereira entraram num sururu nesta manhã na Câmara Municipal de Goiânia. O assunto foi remédio e farmácia…

Bernardo disse que exige bom medicamento, pois tem conhecimento de causa sobre o assunto: é médico.

“Mas, existe farmácia que vende medicamento ruim e sem eficácia”, disse Do Cais.

Anselmo e Paulo ficaram tiririca, pois são do ramo. Anselmo, por exemplo, assume as vendas de sua farmácia nos feriados e fins de semana.

Agora, a perguntinha: o que interessa esse assunto ao povo? Virou lei? Foi aprovado? Que dia começa a vacatio legis?

No fim, Anselmo disse que é do consenso. E que o povo quer é mesmo benefícios.