Em letras minúsculas e com novo erro, O Popular corrige informação sobre Governo Itinerante

O jornal O Popular, que não tem o hábito de corrigir informações que veicula com conteúdo errado, incorre em novo erro ao tentar reparar na edição deste sábado uma falha cometida na edição de sexta-feira na matéria sobre o Governo Itinerante.

Em letras minúsculas, no final da seção de cartas, O Popular informa que “erramos”,que o custo total do Governo Itinerante será de R$ 5,2 milhões e que “este não é o valor de cada edição”.

E aí vem novo erro: a nota diz que a informação foi veiculada na página 12 da edição de hoje (sábado).

Não é verdade.

Foi na edição de ontem, sexta-feira.

 

Veja o discreto “erramos” de O Popular, em que o jornal erra de novo:

 

Erramos – Diferentemente do que informa a matéria “Marconi promete ‘grande canteiro de obras’ em Goiânia” hoje na página 12, o custo das 12 edições de Governo Itinerante será de R$ 5,2 milhões. Este valor não é, portanto, o custo unitário de cada edição.