Vanderlan critica discurso centralizador de Iris Rezende

O ex-prefeito de Senador Canedo Vanderlan Cardoso (sem partido) reforçou críticas ao ex-governador Iris Rezende (PMDB) em entrevista ao Jornal Opção, publicada neste sábado (16). Vanderlan afirmou que Iris é centalizador e garantiu que a oposição não vai se unir em torno de uma provável candidatura do cacique peemedebista ao Palácio das Esmeraldas em 2014.

Iris Rezende: críticas ao seu estilo centralizador marcam sua carreira política
Iris Rezende: críticas ao seu estilo centralizador marcam sua carreira política

Vanderlan deixou o PMDB em junho de 2012, pouco mais de um ano depois de chegar ao partido como promessa e potencial pré-candidato ao governo em 2014. O ex-prefeito desfiliou-se após constatar que não seria ele – mas Iris – a primeira opção da legenda para próxima disputa para  governador. Não era também a segunda opção, posto que a deputada federal Iris de Araújo reivindica para si essa condição.

Vanderlan seguiu o mesmo caminho do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, que filiou-se em 2010 com a perspectiva de disputar o governo e foi, gradativamente, esvaziado por Iris. Meirelles abandonou o PMDB, e hoje pertence aos quadros do recém-criado PSD.

Longe do grupo irista, o ex-prefeito de Senador Canedo começou a articular o seu próprio grupo político, formado pelo ex-secretário da Fazenda Jorcelino Braga (PRP) e pelo deputado federal Ronaldo Caiado
(DEM). O primeiro ensaio deste bloco foi a candidatura de Simeyzon Silveira (PSC) à prefeitura, que alcançou resultado insatisfatório. Vanderlan também tem estreitado contato com o empresário Júnior Friboi
(PSB) e já adiantou que se filiará ao PSC em março.

O ex-prefeito afirmou ao Jornal Opção que vai disputar o governo em 2014 e não vai apoiar Iris: “Se tem alguém que pode dizer que é pre-candidato ao governo, essa pessoa sou eu”. Ele não acredita que o
fato de optar por um partido nanico (PSC) vá atrapalhar a sua candidatura.