Jarbas Rodrigues diz que PT nacional vê dificuldades para candidatura de Friboi

O PT nacional não acredita muito na candidatura de Júnior Friboi ao governo em 2014, informa o jornalista Jarbas Rodrigues, em seu blog na página da internet de O Popular.

Segundo ele, o presidente nacional da sigla, Rui Falcão, recomendou que os petistas goianos continuem inflando aos nomes de Paulo Garcia e Antônio Gomide, por avaliar que o empresário terá um longo caminho pela frente para firmar sua candidatura.

 

Veja o texto:
PT nacional recomenda cautela sobre Friboi

A filiação do empresário José Batista Júnior (Grupo JBS/Friboi) ao PMDB goiano é incentivada pela cúpula nacional do partido, via o vice-presidente Michel Temer, e pelo ex-presidente Lula. O objetivo é ser candidato da oposição em Goiás ao governo estadual. Mesmo assim, a direção nacional do PT tem pedido cautela aos petistas em Goiás. Não devem se opor à costura política para atrair o empresário o PMDB, até mesmo para evitar que ele dê palanque ao governador Eduardo Campos (PSB-PE) numa candidatura presidencial em 2014 ou corra risco de cair no colo político do governador Marconi Perillo (PSDB), pré-candidato a reeleição. Mas a cúpula nacional do PT, como informei na coluna Giro do POPULAR, recomendou que os petistas goianos não abortem o trabalho de preparar nomes para disputar o governo estadual em 2014.

O motivo é simples: como estamos a 14 meses das convenções partidárias, ainda está cedo para afirmar que o cenário eleitoral em Goiás estaria definido. Presidente do PT, Rui Falcão teria dito para lideranças petistas em Goiás que não sejam empecilho à filiação do empresário no PMDB nem abortem as pré-candidaturas do partido, entre elas, as dos prefeitos Paulo Garcia (Goiânia) e Antônio Gomide (Anápolis). Avalia que José Batista Júnior, além do apoio do PMDB nacional, terá de conquistar o comando do partido em Goiás, apresentar densidade eleitoral (via pesquisas), discurso de oposição e poder de aglutinação. Isto em 12 meses. Além disso, corre em Brasília a informação de que o governador Eduardo Campos (PSB-PE) ainda tenta manter o empresário goiano no seu partido.

Mas, José Batista Júnior está decidido mesmo a filiar no próximo dia 15 no PMDB e vem conversando com lideranças peemedebistas e petistas em Goiás. Na quinta-feira, se reuniu a portas fechadas na Prefeitura com Paulo Garcia, que tem conversas frequentes com Iris Rezende, que não garantiu candidatura ao governo para o empresário dentro do PMDB. Entretanto, muitos deputados peemedebistas não escondem sua euforia com a filiação de José Batista Júnior. “É um nome novo para disputar o governo, sem desgastes, preparado e trará consigo importante grupo político para o PMDB. Tem condição de ganhar a eleição e fazer uma excelente gestão. Sua filiação em maio é ponto fechado no partido”, diz o deputado federal Pedro Chaves.