Leitor de O Popular diz que “TCE não tem moral para fiscalizar contas de ninguém”

Um leitor de O Popular, que se declara funcionário público, escreve nesta terça-feira em tom de indignação para criticar a negativa do Tribunal de Contas do Estado em divulgar a lista de funcionários do órgão.

Rogério Duarte, de Goiânia, levanta uma questão interessante e que tem toda lógica: “Que moral tem o TCE para fiscalizar atos, contratos e contas?”. Ele argumenta que a sociedade está exigindo a abertura da caixa-preta do Tribunal.

 

Leia a carta do indignado leitor na íntegra:

 

TCE

É simplesmente uma vergonha a celeuma criada pelo TCE por não abrir sua caixa de pandora. Que moral tem este órgão para fiscalizar atos, contratos e contas? Em que mundo vivem estes conselheiros que se julgam acima da lei? Trabalho no executivo e meu nome e salário estão disponíveis todos os meses há muito tempo. O que vossas excelências precisam entender é que vivemos na era da informação, da transparência e da lisura. A sociedade não suporta mais pagar tanto imposto e vê-los convertidos em ineficiência, arrogância e podridão, arquitetados por quem se julga intocável. Querem provar o contrário? Cumpram a lei e abram a caixa-preta.

Rogério Duarte
Goiânia – GO

 

LEIA MAIS:

Terça-feira é o dia D: “homem sem medo” avisa que vai pra cima do TCE

Pressão pública para o TCE abrir a sua caixa preta é “enorme”, diz o POP

Procurador pode promover operação policial de busca e apreensão de documentos no TCE

Procurador cita Shakespeare ao atacar o TCE por nepotismo: “Há algo de podre no reino da Dinamarca”

No JA, Hélio Telho diz que parentes de conselheiros do TCE não querem “largar o osso”