Planalto acaba com filantropia estatal que transformou JBS Friboi em gigante

Seis anos depois do seu nascimento, o BNDES anunciou o fim da política de financiamento de empresas favoritas.

Essa política foi criada pelo ex-presidente Lula com objetivo de catapultar a economia brasileira, mas o seu efeito foi nulo.

Apenas alimentou a ganância de empresários que – coincidentemente – tornaram-se os maiores contribuidores de campanha dos candidatos ligados ao PT.

Uma dessas empresas é o grupo goiano JBS Friboi, do empresário Joesley Batista (foto acima).

 

LEIA MAIS:

BNDES despediçou R$ 18 bi em JBS Friboi e empresas eleitas, diz Estadão

Rádio debocha de Friboi: com bilhões do BNDES, até jeca-tatu vira Eike Batista

Júnior Friboi não chega ao PMDB apenas como cabo, mas como a Magda do partido

“Socialista” é acionista de empresa que pratica o capitalismo selvagem, diz jornal

BNDES, dono de 30% da JBS, empurra Jr. Friboi para o PMDB, explica colunista