Assim que sair do DEM, não antes, José Eliton será alvo da fúria de Caiado

O vice-governador José Eliton não vai sair impune do Democratas.

Até agora, para evitar dar justificativa para a decisão de Eliton, o deputado federal Ronaldo Caiado (DEM) tem se mantido em cima da linha da polidez quando o assunto é o vice-governador – a quem dirige palavras respeitosas, sempre repetindo que o DEM “tem confiança nele”.

Esse comportamento impediu que José Eliton pudesse alegar falta de ambiente dentro do DEM ou algum tipo de perseguição para, então, deixar o partido – uma das previsões legais para a mudança de legenda, sem risos para o mandato, é justamente a existência de algum constrangimento politico ou pessoal para o filiado.

Mas, assim que se transferir para o PP, José Eliton passa a ser alvo de Caiado, que estará então liberado – não haverá mais a necessidade de evitar dar motivo à saída – para usar a sua costumeira fúria verbal. E “traidor” será um dos adjetivos mais leves que se ouvirá.

O fato: sem a indicação e o forte aval pessoal de Ronaldo Caiado, José Eliton jamais teria sido incluído na chapa de Marconi Perillo como candidato a vice-governador.

Vem tempestade por aí. Daquelas de raios e trovoadas.

 

LEIA MAIS: 

Goiás24horas acerta mais uma informação: a data da desfiliação de José Eliton

Executiva nacional do DEM dá cartão vermelho para Eliton. Quem manda é o Caiado

Exclusivo: vice-governador José Eliton vai anunciar saída do DEM na próxima semana

Caiado ressalta confiança em José Eliton como estratégia para inviabilizar futuro do vice