Assembleia volta à manchete principal de O Popular: verba indenizatória foi reajustada ilegalmente

Os malfeitos da Assembleia Legislativa continuam ocupando a primeira página do principal jornal do Estado – O Popular.
Agora, a repórter Thaís Romão descobriu que a verba indenizatória dos 41 deputados foi reajustada acima do limite previsto em lei, que estabelece um teto de 75% do valor da verba indenizatória dos deputados federais.
Como sempre silenciosamente, o presidente Helder Valin baixou ato subindo a verba indenizatória de R$ 21 mil para R$ 23.671.
A repórter de O Popular pesquisou e descobriu que, na da Câmara dos Deputados, o benefício pago aos deputados federais é de R$ 29.990 – os 75% correspondentes a serem pagos aos deputados estaduais alcançariam, portanto, R$ 22.492.
Os R$ 23.671 fixados por Valin como  o novo valor da verba indenizatória estariam, assim, R$ 1.179 além do limite definido.
Parece pouco, mas, em termos anuais, representa R$ 1,3 milhão de reais e aí é muito.
Conclui a reportagem de O Popular: “Além do reajuste ter sido aplicado de forma irregular, pesa sobre a Casa o fato de que, até hoje, quase um ano depois de entrar em vigor a Lei de Acesso à Informação (LAI), as informações a respeito da verba não são divulgadas. Pelo site, é possível ter acesso somente ao montante ressarcido a cada deputado, sem referências aos fornecedores ou notas fiscais.”
LEIA MAIS: