“A ditadura está no poder legislativo”, acusa Djalma, de olho em Clécio Alves

Djalma Araújo atacou agora há pouco a forma com que Clécio Alves conduz a sessão: “Deixa de ser autoritário, vai bater continência para a ditadura. Não serei censurado nessa casa. Basta olhar: 2010 e 2013… Esse projeto é feito pelo PMDB, pelo secretário, aquele como é nome? Como é o nome daquele carequinha? Ele faz o projeto e atende especificamente o Hypermarcas. E o Hipermarcas, gente, doou R$ 1 milhão para o Iris Rezende”

Djalma disse que o poder econômico tem feito da Câmara Municipal um “poder lagartixa”: “Esse presidente aqui (apontando para Clécio) está me levando a um conselho de ética. Ele quer me tirar da Câmara porque estou incomodando. E ele não vai me tirar!!! Porque vamos mobilizar toda a sociedade e falar quais são as intenções desse homem”, disse.