Deu pra trás: reação de Iris amarela Friboi. Ele caminha para desistir de filiação ao PMDB

De trapalhada em trapalhada, o empresário Júnior Friboi segue sua desastrada trajetória na política de Goiás.

Depois de armar sua filiação ao PMDB de cima para baixo, via Brasília, acreditando que a influência do vice-presidente Michel Temer seria suficiente para bancar o seu nome, Friboi esbarrou na maquiavélica reação de Iris Rezende – que não gostou de ser atropelado e ter que engolir goela abaixo a filiação do rei da carne, que poderia ameaçar a sua hegemonia dentro do partido.

Matreiro, Iris anunciou que não iria à filiação de Friboi, marcada para 15 de maio, alegando magistralmente que não gostaria de repetir episódios como o das filiações de Henrique Meirelles e Vanderlan Cardoso, que saíram do PMDB alegando ter sido atraídos e depois traídos pelo velho cacique.

Friboi viu que, sem as bênçãos de Iris, não existe futuro para ele no PMDB.

E já começa a falar em desistir da filiação.

 

Leia a história completa, contada no blog do colunista Jarbas Rodrigues, da coluna Giro, de O Popular:

Filiação de Júnior do Friboi no PMDB é incerta

A filiação de José Batista Júnior (JBS/Friboi) ao PMDB, marcada por ele próprio para o próximo dia 15, agora é tida como incerta. O próprio empresário sondou peemedebistas sobre a possibilidade de adiar a festa de filiação para junho, como informei hoje na coluna Giro do POPULAR. Mas disse que até o próximo dia 15 daria a resposta sobre se vai ou não para o PMDB, algo que na semana passada era tido como certo. A cúpula estadual peemedebista não considera a melhor estratégia e aconselhou José Batista Júnior antecipar sua filiação para início de maio, sem necessidade de realizar festa. Avalia que adiar a decisão passará uma imagem negativa para a militância do partido. Além disso, lembrou ao empresário que, se realmente deseja ser candidato a governador pelo partido em 2014, precisa começar desde agora o trabalho nas bases para conquistar a confiança das lideranças peemedebistas (além de deputados) e as dos outros partidos da oposição em Goiás e ganhar densidade eleitoral.

A incerteza sobre a filiação do empresário no PMDB, confirmada por seus próprios aliados no PSB, começou quando Iris Rezende disse para ele que não participaria da sua filiação no dia 15, como revelamos nesta semana no Giro. O ex-prefeito de Goiânia afirmou que não quer ser responsabilizado caso o projeto político de José Batista Júnior não tenha êxito e decida deixar o PMDB, como fizeram Henrique Meirelles e Vanderlan Cardoso, cujas filiações foram prestigiadas por Iris. Presidente estadual do PMDB, o deputado Samuel Belchior confirma que Iris não está à vontade para participar da filiação do empresário, mas nega que ele trabalhe para inviabiliza-la. Enfatiza que José Batista Júnior terá todo o espaço no partido para construir sua pré-candidatura ao governo, mas defende que antecipe sua filiação para iniciar logo este trabalho. Entretanto, para alguns deputados do PMDB, Iris Rezende demonstra que ainda tem interesse em ser candidato ao governo estadual e, principalmente, que não abre mão de conduzir o partido em Goiás.