Reche, assessor setorial da SecTec, diz que reportagem da Carta Capital é “lixo e anti-jornalismo”

Jornalista respeitado pelo equilíbrio e ponderação, tanto quanto era editor de O Popular quanto agora como assessor setorial de comunicação da Secretaria de Ciência & Tecnologia, Carlos Eduardo Reche comentou nesta sexta-feira no Twitter a “matéria” da revista Carta Capital sobre supostos grampos em Goiás.

Reche vai direto ao ponto e diz que a reportagem não tem pé nem cabeça.

 

Leia os posts:

 

Carlos Eduardo Reche @CarlosEReche

Não é por nada, não, mas essa reportagem da Carta Capital é um lixo completo e absoluto. É um manual de anti-jornalismo.

A reportagem superdimensiona o inútil e ainda por cima não prova nada contra quem gostaria de provar algo. Cita a todos sem perguntar.

A reportagem ainda diz, sem pudor, que publicou, sem delongas de apuração, material entregue por adversários das pessoas mencionadas. Lixo.