Depois do desmentido do MPF, tropa de choque da oposição fica calada nas redes sociais

Depois que o Ministério Público Federal desmentiu qualquer investigação sobre a suposta rede de grampos em Goiás e jogou por terra a reportagem de capa da revista Carta Capital, a tropa de choque da oposição e políticos como dona Iris Araújo, Mauro Rubem e Ronaldo Caiado, que estavam histéricos, sumiram das redes sociais.

O caso caminha para se configurar como uma das maiores armações da história de Goiás. Marconi Perillo já foi vítima de um dossiê sobre contas no exterior, que foi desmentido pelo Ministério Público do país onde ele teria as tais contas bancárias.

Agora, uma “central de grampos”. É brincadeira.