Autor da matéria da Carta Capital já foi condenado por Joaquim Barbosa por calúnia a desembargador do DF

O jornalista Leandro Fortes, que assina a matéria sobre uma suposta central de grampos em Goias, na revista Carta Capital, já foi condenado – através de sentença confirmada pelo Supremo Tribunal Federal – a pagar indenização por danos morais ao desembargador Mário Machado Vieira Netto, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

Em matéria na revista Época, Leandro acusou o desembargador de favorecer um réu denunciado por tráfico de drogas, concedendo a ele um habeas-corpus em função de ser neto do presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

O jornalista não conseguiu provar a acusação, uma vez que o réu foi solto porque era primário e tinha bons antecedentes.

Ele e a Editora Globo foram condenados a pagar uma indenização de R$ 40 mil  ao desembargador.

Leandro saiu da revista Época logo em seguida.

O processo foi alvo de vários recursos, até chegar ao STF, onde a condenação do jornalista Leandro Fortes e da Editora Globo foi confirmada pelo Joaquim Barbosa.