Fotógrafos da Câmara estão de braços cruzados: eles não têm câmera para trabalhar

(Na foto acima: diretor de Comunicação da Câmara de Goiânia, Vassil Oliveira: cadê as câmeras?)

Os fotógrafos contratados por meio de concurso pela Câmara Municipal de Goiânia estão recebendo salário sem trabalhar. Mas a culpa não é deles. A responsabilidade pelo fato destes funcionários estarem de braços cruzados é da administração da Casa, que não disponibiliza instrumentos de trabalho para estes profissionais. Não há câmeras fotográficas na Câmara. O presidente Clécio Alves (PMDB) pediu desculpas aos vereadores na manhã de hoje dizendo que “as questões técnicas estão sendo resolvidas” e que “a coisa pública é cheia de burocracia”.

No site do poder Legislativo, constam como fotógrafos contratados Alberto Maia, Francisco Carvalho, Eduardo Nogueira e João Carneiro. O banco de imagens ainda traz fotos dos vereadores da legislatura anterior. Nenhum registro dos novatos. Outro detalhe: também não há, no arquivo, foto alguma do vereador veterano Paulo Borges (PMDB), que no último dia 15 foi preso por suspeita de negociar propina em troca da liberação de licenças ambientais.