D. Iris defende a caravana e, saudosa, diz que ideia deu certo em 82 – há 31 anos

A deputada federal dona Iris Araújo, usando a sua conta no Twitter, avisa a praça que vai insistir na ideia da caravana de oposição – “Quanto mais desafiada, mais animada eu fico”,

Sem apontar nomes, ela garante que a caravana vai continuar, apesar da “gritaria de fakes quadrilheiros contratados a peso de ouro”.

Mas o melhor vem agora. Num ataque de nostalgia e saudosismo, ela relembra que em 1982 – portanto há 31 anos, quando sequer existiam computadores portáteis e o maior sucesso musical do Brasil eram Os Menudos – o PMDB goiano despachou para o interior um ônibus repleto de mulheres dos líderes do partido, chefiados pela hoje deputada federal.

“Em 1982,mulheres a bordo de um ônibus. E veio a crítica: irmãs cajazeiras ,bando de desocupadas e etc e etc. Deu no que deu. Então…”, relata d. Iris, sugerindo que agora, três décadas depois se deu no que deu, a mesma iniciativa pode dar no que dar.

Estamos combinados.