Plano Diretor: Clécio ofende Igreja e Padre Walmir Garcia e sofre chuva de críticas

A polêmica do Plano Diretor chegou até a Igreja Católica. Assim como Paulo Garcia, o presidente da Câmara Municipal, vereador Clécio Alves (PMDB) é famoso por não ser dos mais educados no trato humano.

Clécio foi grosseiro em sessão desta terça-feira com o Padre Walmir Garcia, da Matriz de Campinas. O religioso, que é um dos mais conhecidos e respeitados da Capital. Padre Walmir tem sido crítico ferrenho das alterações bizarras no Plano Diretor, mesmo sendo amigos de vereadores como Célia Valadão (PMDB), que votou a favor das mudanças.

Clécio não aceitou as críticas e do seu jeitão rebateu. Disse que a Igreja deveria se por no lugar dela. Ou seja, ele não aceita ninguém opinar, questionar, debater. Quer sua vontade prevalecendo e pronto e acabou. Típico de Clécio.

Mas, Padre Walmir, com classe e elegância escreveu uma resposta para Clécio em sua página no Facebook na tarde desta terça e já recebeu diversas mensagens solidariedade nas redes sociais. Uma delas do vereador Djalma Araújo (PT), que é contra o Plano Diretor.

Veja a mensagem de Padre Walmir para Clécio:

 

Quero fazer aqui uma justificativa…. Fiz um comentario com muita indignaçao sobre o Plano Diretor aprovado pela Camera e sancionado pelo Prefeito hoje.

Fui e sou contra esse absurdo que fizeram….nao mudarei minha opiniao. Uma mudança dessa maneira deveria ter uma consulta mais ampla da sociedade.

Se ofendi algumas pessoas com meu comentario peço desculpas, mas quando estamos indignados podemos falar coisas exageradas, mas eu, no meu comentario perguntei quanto cada um iria ganhar com essa aprovaçao, nao me referi somente a dinheiro em especie, mas tambem de outros modos. Tenho informaçao de pessoa segura que certas empresas que financiaram a eleiçao passada serao beneficiadas com esse novo plano diretor….será??????

Sou amigo pessoal da ver. Célia Valadão, admiro e agradeço o que ela faz na Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Matriz de Campinas e em outras paroquias. Sou amigo do Prefeito Paulo Garcia…tenho o mesmo sobrenome dele, apesar de nao sermos parentes, infelizmente. Conheço ate certo ponto o ver. Tayrone Di Martino…Mas isso nao impede de eu discordar deles e de algumas açoes, principalmente desta agora, que nao concordo de maneira alguma e tenho direito disso, pois sou cidadao goianiense e tenho direito de lutar por minha cidade que amo tanto. Fiquei sabendo hoje por alto que fui alvo de ofensas por parte do ver. Clecio Alves, digo que quando souber do teor das ofensas terei o maior prazer em responder, pois tenho direito a isso e nao é porque ele preside uma camara legislativa que dá direito a disso, de dizer que a igreja deve se colocar no lugar dela. Quero dizer que quando critico uma coisa ou que sou contra algo prejudicial ao povo, estou exercendo o papel da IGREJA que é de defender a vida em todas as suas circunstancias.

Eu creio que esse vereador deveria saber tambem o lugar dele, pois o vereador nao tem poder em si mesmo, ele é um delegado do povo, que ele deveria representar e nao interesses proprios ou de algum setor economico. Sei muito bem do meu lugar e voce, vereador Clecio deveria tambem saber o seu. Nao me senti ofendido por essa critica, porque nao me importo com isso, pode ser até um bom sinal. Alguns vereadores que foram eleitos com a ajuda Igreja catolica deveriam ser mais coerentes com o ser cristao catolico, como outros que foram eleitos por outras igrejas…. O testemunho deveria ser diferente e nao ser subjugados por intersses escusos….falo isso sem me referir a algum em especial, mas a todos os que estao nessa condiçao.

Sou capaz de aplaudir uma coisa boa, mas sei criticar o que nao é….
Desculpe o tamanho do texto…..
Por enquanto é só….

 

LEIA MAIS:

Após esculhambar Plano Diretor, Clécio ataca padre, UFG e quem mais aparecer

Padre pergunta: “quanto o prefeito ganhou para fazer o que fez com o Plano Diretor?”

Jornalista Douglas Branquinho chama Clécio Alves de “zé ruela” e indecente