Virmondes acusa “descaso” do prefeito com servidores e com vereadores da Capital

O vereador Virmondes Cruvinel Filho (PSD) repudia a postura do prefeito Paulo Garcia (PT), que chamou de irresponsável o vereador Geovani Antônio (PSDB), que apresentou emenda a projeto do Paço Municipal e propôs redução da carga horária dos servidores da saúde do município.  O pronunciamento de Paulo Garcia foi realizado no sábado, 23, durante a inauguração do Parque Ambiental Itaipu.
 
No evento o prefeito disse que “a proposta que foi emendada por um vereador da oposição, um vereador irresponsável, vereador que só queria promover a balburdia, a confusão, queria criar impossibilidades de funcionamento do SUS, em Goiânia”.
 
A emenda estabelecia a redução da jornada de trabalho, de 30 horas semanais para 20 horas, para 17 profissionais da área de saúde da Prefeitura de Goiânia, antes restrita a apenas três categorias: a de médicos, odontólogos e médicos veterinários.
 
Para Virmondes, o comportamento do prefeito mostra total descaso com os profissionais do município e com os integrantes da Câmara Municipal, que foram eleitos para defender os direitos dos cidadãos.
 
Na semana passada, a votação da emenda gerou desgaste para a Prefeitura de Goiânia porque houve pressão dos servidores e a votação ficou empatada em 16 a 16. O vereador Virmondes Cruvinel Filho votou a favor da redução da carga horária. Mas o desempate aconteceu quando o presidente da Câmara Municipal, Clécio Alves (PMDB), derrubou o veto a pedido do prefeito Paulo Garcia.
 
No mês de outubro do ano passado, para atender uma demanda da categoria da saúde, o vereador Geovani Antônio apresentou emenda ao projeto enviado pela prefeitura com o objetivo de aperfeiçoar os planos de carreira, com foco no incentivo à especialização e profissionalização, sendo que o resultado seria a melhoria substancial dos serviços prestados à população.