Mudanças na avenida T-63 fecham revistaria-café que até Paulo Garcia frequentava

Nota na coluna de Luis Augusto Pampinha, na última página do Diário da Manhã, revela uma consequência inusitada das polêmicas mudanças impostas pela Prefeitura, sem debate público , na Avenida T-63.

Segundo o arguto Pampinha, a Revistaria Globo, que também funcionava como café, não resistiu à proibição de estacionamento na T-63 e fechou as portas.

Frequentada por intelectuais e jornalistas, a revistaria era uma espécie de “escritório” do marqueteiro Ademir Lima, entre outros.

O mais engraçado, ainda conforme a nota de Pampinha, é que o próprio prefeito Paulo Garcia figurava entre os frequentadores da revistaria – ele mora em um prédio nas proximidades.

 

Veja a nota de Pampinha:

 

* A faixa exclusiva para ônibus e a proibição de estacionar ao longo da Avenida T-63 fizeram mais uma vítima: a Revistaria Globo, frequentada até pelo prefeito Paulo Garcia, fechou as portas.