Pega na mentira: prefeito disse que nunca montou exército para bombardear inimigos

Mais uma mentira do prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT): no começo da semana, ele disse que jamais montaria um time de caneleiros para distribuir pontapés contra desafetos que não rezam a cartilha petismo irista. Mas com a divulgação da folha salarial da prefeitura, por exigência da lei, descobriu-se que ele contratou pelo menos dois tuiteiros de verve ácida para atender o propósito: Luiz Bruno Roriz, com salário de R$ 2.765,64; e Luiz Cascão, com R$ 5.153,14.

E aí, prefeito?