Envolvido em escândalos há 13 anos, Zander continua solto graças a investimento alto em advogados

O vereador Zander Fábio (PEN) é case de sucesso que merece análise de políticos condenados por corrupção pelo Brasil afora. A proeza dele vai além de permanecer solto: Zander segue apto a se candidatar, preserva poder e influência na prefeitura e é dono de um partido em Goiás. Tudo graças ao investimento bem feito em advogados, que apesar de caros, estão entregando bons resultados.

A estreia de Zander nas páginas policiais aconteceu em 2004. Ele era funcionário da Câmara por indicação do então vereador Amarildo Pereira. Os dois foram acusados de comandar um esquema que causou rombo de quase R$ 7 milhões aos cofres públicos.

Em 2014, Zander foi condenado pela Justiça por participar de um esquema de corrupção na extinta Companhia de Obras e Habitação de Goiânia (Comob). Sob o vereador pesaram condenações por peculato (apropriação indevida de dinheiro ou bem público por servidor) e formação de quadrilha.

Na época, o advogado de Zander era o competente Pedro Paulo Medeiros, que valeu-se de brechas na lei para manter o cliente solto e apto a participar da vida política do município. Zander, que havia sido eleito para o primeiro mandato, manteve grande influência na administração do então prefeito Paulo Garcia (PT) e, numa articulação que teria envolvido o apoio do seu partido, o PEN, para Adriana Accorsi em 2016, indicou Dário Paiva para presidência da Agência de Turismo e Lazer (Agetul).

Pepê conseguiu preservar os direitos políticos do cliente, a despeito das condenações, e ele ser reeleito em 2016 (onde estes eleitores estavam com a cabeça?). Hoje, o advogado do vereador é o igualmente competente Tito do Amaral, ex-promotor de Justiça. Tito já anunciou que entrará com pedido de habeas corpus para reverter a decisão que afastou Zander no cargo nesta quinta-feira, dia 31. A julgar pela sua competência e influência, é difícil imaginar que a liminar de afastamento será mantida.

Zander investiu muito em advogados nos últimos anos, mas investiu bem. Tê-lo mantido longe da cadeia nestes anos todos é milagre comparável à conversão de água em vinho.