Deputado Karlos Cabral se diz decepcionado com oposição e maltrata língua portuguesa

Deputado Karlos Cabral (PT): decepção e maus tratos contra a língua portuguesa
Deputado Karlos Cabral (PT): decepção e maus tratos contra a língua portuguesa

Os posts do deputado estadual Karlos Cabral (PT) no Twitter, nesta quinta-feira, servem para dimensionar o desânimo que se abateu na oposição.

Antes de mais nada, importante que se diga ao parlamentar que não se separam sujeito e predicado com vírgula. A reforma ortográfica fez mudanças significativas na lingua portuguesa, mas esta continua ser a regra principal do idioma.

Portanto, do ponto de vista ortográfico, não é correto escrever: “a retirada de assinaturas das CPIs da Oposição na ALEGO, já aponta como será o futuro eleitoral das oposições em Goiás. Quem tem lado tem”.

Agora, aos fatos: Cabral decepcionou-se ao saber que colegas da oposição retiraram suas assinaturas dos requerimentos que pediam a instalação de três CPIs na Assembleia: a do Rodovida, da Saúde e da Segurança. Sem estas assinaturas, os pedidos de abertura de CPI foram todos arquivados.

Conforme noticiou o blog Goiás 24 Horas, a desconfiança mútua reina na bancada de oposição, uma vez que o nome dos traidores não foi divulgado e que qualquer um pode ter praticado deserção. Na bolsa de apostas, os mais cotados para o cargo de Judas são Paulo Cezar Martins (PMDB), Simeyzon Silveira (PSC), Luiz Carlos do Carmo (PMDB) e Ney Nogueira (PP).