AD

Balestra ataca Wilder e diz que ele age com autoritarismo no PP

O deputado federal Roberto Balestra voltou a soltar os cachorros no senador Wilder Morais, seu companheiro de partido e presidente do PP em Goiás. Balestra afirma que Wilder conduz o PP de forma autoritária e não consulta os companheiros antes de tomar decisões.

Nesta quinta-feira, a coluna Giro, do jornal O Popular, pergunta ao deputado se o senador mantém conversas com o MDB, apesar de a maioria do partido preferir a aliança com o vice-governador José Eliton. Balestra responde: “antigamente, os membros do partido se reuniam e tomavam uma decisão. Hoje é a cúpula que decide e pronto. Até deveria pensar que os incomodados que se retirem, mas pretendo disputar a reeleição e candidato proporcional depende menos da chapa majoritária”.

Não é a primeira vez que Balestra é marginalizado na tomada de decisões no PP. Em 2010, ele foi atropelado porque defendia que o partido apoiasse a candidatura de Marconi Perillo (PSDB) a governador, enquanto Alcides Rodrigues, figura máxima do PP à época, queria que a legenda desse suporte à postulação de Vanderlan Cardoso.