Vanderlan diz que chega ao PSB para somar e não dividir. Matemática esquisita, hein…

Vanderlan Cardoso deve ser um sujeito bom de matemática. Não fosse, dificilmente os seus cifrões teriam se multiplicado com tanta rapidez e sua conta bancária não seria tão gorda quanto é.

Mas o fato é que a matemática empresarial de Vanderlan, autoproclamado candidato a governador, não se encaixa na política. Pelo Twitter, ele diz que chega ao PSB para somar, e não dividir.

Ué, será mesmo? Então por que Barbosa Neto avisou que não arreda o pé do propósito de trabalhar pela candidatura de Júnior Friboi a governador, mesmo que o magnata da carne tenha se filiado ao PMDB?

Por que os vereadores Wellington Peixoto e Pedro Azulinho, de Goiânia, torceram o nariz publicamente e sem dó, obrigando o empresário a pagar o maior Mico’s?

Porque aquela multidão de políticos de Mossâmedes anunciou desfiliação em massa do PSB só para acompanhar Friboi em seu novo partido político?

Matemática esquisita, hein Vanderlan…

Parece que os bovinodólares de Friboi acrescentam mais. Tire a prova dos nove.