“Absolvição de Iris não será suficiente para levá-lo à disputa em 2014”, diz Lopes

Ex-prefeito Iris Rezende, absolvido, e os posts de Luiz Carlos Lopes no Twitter: verdades sobre o PMDB
Ex-prefeito Iris Rezende, absolvido, e os posts de Luiz Carlos Lopes no Twitter: verdades sobre o PMDB

Luiz Carlos Lopes, jornalista e ex-assessor do deputado federal Sandro Mabel (PMDB), disse hoje no Twitter que o arquivamento do processo que pedia a suspensão dos direitos políticos de Iris Rezende (PMDB) por três anos não será suficiente para dar corpo à sua eventual candidatura a governador – em que pese a vontade manifesta pelo cacique nos bastidores.

“Absolvição” de Iris Rezende não será suficiente para levá-lo à disputa do Governo de Goiás em 2014. Sociedade quer debate, proposta”, afirmou Lopes por volta das 11h30 de hoje. Crítico do PMDB, o jornalista disse há poucos dias, também no Twitter, que “o PMDB é um partido que ainda não conseguiu renovar as ideias. Tem apenas desejo de poder”.

IRIS
O ex-prefeito de Goiânia havia sido condenado em primeira instância à perda dos direitos políticos por três anos por conta da contratação de um contrato “exorbitante” – nas palavras de um desembargador – de R$ 1 milhão por três meses com a agência Stylus, do publicitário e ex-aliado Hamilton Carneiro.

Este contrato foi firmado em caráter emergencial porque, segundo a defesa de Iris, havia urgência na realização de uma campanha publicitária para combate à dengue na Capital. Ontem, por ocasião da análise dos recursos apresentados pelo ex-prefeito, os processos foram arquivados.