Wilder joga toalha no PP e abre leilão entre partidos

Está no jornal O Popular desta quinta-feira que a saída do senador Wilder Morais do PP já é dada como praticamente certa, porque o partido deseja apoiar José Eliton (PSDB) na eleição para governador e nesta chapa não há chance de ele ser  contemplado como uma das duas vagas de candidato ao Senado.

Durante meses, Wilder tentou convencer deputados e prefeitos de que o melhor para o PP seria apoiar Daniel Vilela (MDB) na corrida pelo Palácio das Esmeraldas. Mas só conseguiu passar a impressão de que os seus atos são pautados por ambições pessoais e por radicalismo. Ninguém do partido quer acompanhá-lo nessa aventura.

O caminho, portanto, é se filiar ao MDB ou ao DEM, do senador Ronaldo Caiado. O senador abriu uma espécie de leilão para saber quem dá mais pelo passe dele, que não acrescenta nada do ponto de vista político, mas muito no aspecto financeiro.

Um vaivém que deixa claro a falta de consistência ideológica de Wilder. DEM e MDB são partidos com histórias e bases programáticas opostas.