Até o ministro petista das Comunicações acha que a internet vai engolir o rádio, a televisão, a telefonia e todas as mídias

Por um lado, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, acertou: ele prevê que todas as mídias vão ser engolidas pela internet a curto prazo.

Rádio, televisão, telefonia e todas as mídias, segundo o ministro, logo passarão a trafegar totalmente dentro da internet.

Ele lembra que o Google já é a segunda empresa a receber verbas de publicidade no Brasil, atrás apenas da Rede Globo.

Por outro lado, Paulo Bernardo chuta bola fora: diante da inevitável concentração de todos os meios midiáticos na internet, ele acha que o Brasil precisa “regular” a comunicação. “Regular” é o jargão petistas para controlar e censurar.

O pior: o ministro cita a Argentina como exemplo de “democratização” dos meios de comunicação. Logo a Argentina, onde a presidente Cristina Kirchner garroteia os veículos que são oposição ao governo.

Sai dessa, ministro. Isso só vai sujar a sua biografia.