Convidados nacionais de Friboi têm passado de denúncias. E um deles é campeão em processos: Valdir Raupp

Alguns artigos do Código Penal e da Lei de Improbidade Administrativa vão se reunir na filiação de Júnior Friboi ao PMDB, nesta quarta-feira, através dos três principais convidados da política nacional que deverão estar presentes.

Olha só:

– Valdir Raupp, senador pelo PMDB e ex-governador de Rondônia, é o congressista campeão em processos. Vai de peculato, compra de votos, crime contra o sistema financeiro nacional, desvio de dinheiro público e apropriação de bens e valores como servidor público. Responde a 12 processos.

– Michel Temer, vice-presidente, é investigado no STF por envolvimento em um esquema de pagamento de propinas no Porto de Santos. Na Operação Castelo de Areia, que teve como foco a construtora Camargo Correa, seu nome é citado 21 vezes em listas apreendidas da contabilidade paralela da empresa. Na operação Caixa de Pandora, que investiga o Mensalão do DEM no Distrito Federal, Temer também foi citado como beneficiário.

– Agnelo Queiroz, governador de Brasília, aparece como envolvido em quase uma dezena de irregularidades, que vão desde invasão de área pública no Distrito Federal até uma série de irregularidades no Ministério dos Esportes e no GDF. Mentiu nunca ter se encontrado com Carlos Cachoeira e depois, quando surgiram provas, teve de voltar atrás.

– Renan Calheiros, presidente do Senado, cuja ficha coloca essas outras no bolso, ainda não confirmou presença, mas pode vir.