Saldo da festa de filiação de Júnior Friboi ao PMDB, sem Iris Rezende, é zero

Não adiantou trazer vice-presidente, senador, governador de Brasília e mais alguns penduricalhos dos poderosos irmãos proprietários do Grupo JBS-Friboi – gente, enfim, que não tem influência em Goiás.

Para Júnior Friboi, o que importava mesmo era a presença de Iris Rezende. Mas Iris foi cruel, fazendo exatamente o que anunciou que iria fazer: não compareceu e estragou a festa.

Sem a presença-aval-endosso de Iris, Junior, na prática, deixou de ser cacique ou general no PSB para se transformar em índio ou soldado no PMDB.

Passou recibo de ingenuidade e inexperiência política.

Se, antes, no PSB tinha como destino certo ser candidato a governador, agora Júnior não sabe de mais nada, aprisionado dentro de um partido controlado que nunca tomou nenhuma aitude contrariando a vontade do seu líder maior – Iris.

Show e despesas milionárias à parte, a festa de filiação de Júnior Friboi ao PMDB resulta, para ele, em um saldo exatamente igual a zero.