Supremo derruba brecha criada por Maguito na lei para permitir nepotismo

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram ontem, por unanimidade, revogar um dispositivo criado em Goiás na administração do ex-governador Maguito Vilela (PMDB) para burlar a lei do nepotismo.

O dispositivo permitia a contratação de até dois parentes por autoridade no Estado, como juízes, deputados e secretários do governo. A sua aprovação foi o caminho vislumbrado pelo poder público na época para fugir dos limites rígidos da lei 13.145/1997 proibiu a contratação de cônjuges, companheiros ou parentes de até terceiro grau para exercer cargos comissionados em todos os poderes.

Essa foi mesmo esquisita, hein Maguito?