Toffoli ri do jeitinho criado por Maguito para burlar lei do nepotismo em Goiás

“Quando se pensa que já se viu de tudo, aparecem surpresas como essa”.

Foi isso que disse o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), ao comentar com um sorriso incrédulo o dispositivo legal da Constituição goiana que – pasmem  – autorizava a contratação de até dois parentes por autoridade do Estado, criado pelo governador Maguito Vilela (PMDB).

No voto escrito apresentado, ele afirmou que a norma “ofende irremediavelmente a Constituição Federal”.

O julgamento durou cerca de cinco minutos, uma vez que todos os ministros concordaram com Toffoli para aceitar a ação e anular a lei.