Jornalista militante insinua que oposição goiana é corrupta

A oposição em Goiás passa por uma péssima fase e sofre um festival de críticas e deserções. Até mesmo os jornalistas militantes ligados ao ex-prefeito Vanderlan Cardoso, ao PMDB e ao PT já estão inconformados com a fraqueza da turma do contra.

Por exemplo: Lênia Soares, que escreve no blog Diário de Goiás, dispara críticas e mais críticas aos oposicionistas. No seu último comentário, Lênia, que foi demitida do Diário da Manhã antes de escrever para o blog, disse, em tom de patrulhamento, que o arquivamento das CPIs por falta de assinaturas de deputados (são necessárias 14) “evidenciou manobra que favoreceu o governo e os amedrontados da oposição”.

E completou com severa crítica à oposição na Assembleia: “Esta dita cuja que começou 2013 prometendo mundos e fundos e dois meses depois… Recuou a um quadro fosco, pobre, desqualificado e com prognóstico já visto em 2012”.

Em outro trecho, Lênia diz que a corrupção foi “convertida em prática cotidiana que aprisiona todo campo político em Goiás”, insinuando que a oposição está envolvida em atos irregulares.

Por fim, sentenciou: “Ninguém parece escapar. Quem tem rabo de palha não brinca com fogo”.

Se nem os jornalistas militantes perdoam, imaginem os eleitores o que devem pensar da oposição de Goiás. Que fase, hein?

Com a palavra, a oposição.