Em apenas seis horas, quatro pessoas foram assassinadas na Grande Goiânia

A onda de violência continua a assustar quem mora em Goiânia. No intervalo de apenas seis horas quatro pessoas foram assassinadas em Goiânia e Região Metropolitana na noite de quinta-feira (28/2). Houve ainda três tentativas de homicídio. Os números são da Polícia Militar.

Por volta das 18 horas, no Sítio Recreio dos Funcionários Públicos, em Goiânia, Pablo Roberto de Jesus Barros, 21, foi morto com quatro tiros, disparados por indivíduos que estavam em um Polo prata. Duas horas depois, Blener Pereira da Silva, 40, foi vítima de um atentado no Parque das Nações, em Aparecida. Ele foi alvejado por dois disparados de arma de fogo, que partiram de um atirador que estava na garupa uma motocicleta. O homem foi socorrido pelo SAMU.

A noite seguiu violenta, às 21 horas Paulo Rodrigo Borges, 20, foi assassinado a tiros, no Jardim Nova Veneza. Uma hora depois, mais duas pessoas foram mortas. Edson dos Santos, 33, esfaqueado no Residencial JK e Jefferson Brajoviche Ferreira, 20, baleado, no Residencial Buena Vista IV.

A macabra noite do dia 28 de fevereiro terminou com as mortes de Lenílson Mendes da Costa, 31, no Jardim das Aroeiras, em Goiânia, e de Wellington Queiroz de Almeida, 27, na Cidade Livre, em Aparecida de Goiânia. Ambos foram vítimas de disparos de arma de fogo.

Violência não para de aumentar

A violência da capital goiana é constatada por um ranking anual publicado pela ONG mexicana, Seguridad, Justicia y Paz (seguridadjusticiaypaz.org.mx). A cidade foi considerada a 34ª mais violenta do mundo em 2012, seis posições acima da que ocupava em 2011. No Brasil, Goiânia é a 11ª, superando até mesmo a dupla Rio de Janeiro e São Paulo.

O estudo aponta que a cidade mais violenta do mundo é San Pedro Sula, que fica em Honduras. Na segunda e terceira colocação estão Acapulco, no México, e Caracas na Venezuela, respectivamente. A hondurenha Distrito Central e a mexicana Torréon fecham o sangrento top cinco. A capital de Alagoas, Maceió, aparece na sexta posição.

De acordo com a ONG, em 2012 aconteceram 547 homicídios dolosos em Goiânia. O que dá uma média de 1,5 assassinato por dia.