Policial que matou jovem diz que reagiu a assalto. Repórter sugere crime passional

A morte de Luan Bictor, 22, na pecuária de Goiânia ainda está repleta de lacunas e contradições. O policial que alvejou o rapaz alega que reagiu a assalto e Luan atirou primeiro, mas nenhuma outra arma foi encontrada no local e o outro suposto tiro não atingiu ninguém.

O repórter Deco Martins, da Rádio 730, afirma que conversou com testemunhas e levantou a possibilidade de o crime envolver mulher e ter sido uma resposta a um flerte de Luan com a garota que acompanhava o policial.