O povo que se dane: Mauro Rubem quer dispensar médicos cubanos de revalidar o diploma no Brasil

Em prol da causa do comunismo, vale tudo.

O deputado estadual Mauro Rubem (PT) defende que os médicos cubanos que o Governo Dilma pretende importar para trabalhar no Brasil sejam dispensados da revalidação do diploma.

A legislação brasileira, para proteger a população, exige que médicos formados em outros países se submetam a uma avaliação para verificar a sua condição técnica, antes de poder trabalhar no Brasil.

Cuba tem a medicina mais atrasada do mundo. Lá, médicos se formam sem sequer conhecer um exame de ultrassom. Equipamentos de UTI, nem pensar. Em Cuba, não existem.

Os médicos cubanos que o Governo Dilma vai trazer vão ser direcionados para trabalhar no interior, onde a necessidade é maior. Azar, portanto, da população que precisa de atendimento médico público.

Mas, para Mauro Rubem, o povo que se dane. O mais importante é ajudar a ditadura dos irmãos Castro, trazendo os piores dentre os milhares de médicos que se formam nas dezenas de faculdades de medicina que existem lá, sem nenhum critério de qualidade.

E fazer exame de comprovação de conhecimentos, pra quê? São comunistas hermanos, então são bons, não Mauro Rubem?