“Lula é o maior canalha do Brasil”, afirma Marconi na convenção do PSDB

O governador Marconi Perillo endureceu o tom ao falar, agora há pouco, na convenção nacional do PSDB que confirmou o senador Aécio Neves como o novo presidente nacional da sigla.

Marconi chegou à convenção acompanhando o ex-presidente Fernando Henrique e o senador Aécio Neves.

Segundo a cobertura direta da revista Carta Capital – ela mesma – Marconi afirmou que o governo federal tem pressionado a oposição e tentado impedir o diálogo democrático.

O governador goiano disse que será um “soldado” na campanha presidencial do senador Aécio Neves (MG), eleito presidente do PSDB neste sábado, e afirmou que o ajudará a chegar ao Planalto.

“Nunca foi tão difícil fazer oposição ao maior canalha deste país”, afirmou Marconi.

Ainda segundo a Carta Capital, Marconi voltou a afirmar que, em 2005, avisou ao então presidente Lula sobre a suposta existência de um esquema de pagamento de propina a parlamentares da base aliada, que seria o “mensalão”.

A partir dali, disse o governador de Goiás, passou a ser perseguido “por aquele canalha”. O tucano disse não ter receio de sofrer represálias e ter dificuldade para governar o Estado. “Mais retaliado do que já fui não tem jeito”, disse.