Marqueteiro de Paulo Garcia ataca O Popular e coloca em dúvida a isenção do jornal

O publicitário Renato Monteiro, que trabalha no marketing eleitoral de Paulo Garcia, fez graves acusações à linha editorial de O Popular, numa sequência de posts em seu perfil pessoal no Twitter, colocando sob suspeição a isenção do jornal.

Não é a primeira vez que Renato dispara ataques à publicação do Grupo Jaime Câmara, sempre reclamando do tratamento dispensado à Prefeitura de Goiânia e de uma suposta proteção ao governo do Estado.

Desta vez, o amargurado publicitário reclama que o jornal não deu destaque na capa ao Mutirão da Prefeitura realizado na região Noroeste. Renato, então, aponta o que ele identifica como preferência pelo governo do Estado: no dia seguinte ao Governo Itinerante de Marconi na mesma região, O Popular deu chamada na primeira capa.

Para embasar sua reclamação, ele posta as fotos das duas capas, circulando com tinta vermelha a referência ao evento do Estado.

Dúvida: será que Renato que ser editor do Popular ou apenas quer exigir que o jornal seja feito conforme seus interesses e vontades?

Veja os posts:

 

Renato Monteiro @Renato_monteiro

Tem edição do @jornal_opopular sobre o Governo Itinerante que é quase serviço. Enquanto noutra escondem o Mutirão por trás do Ação Global.

Coloquei somente as duas capas do @jornal_opopular pós Governo Itinerante e Mutirão. Quem tiver disposição compare as edições.

Capa do @jornal_opopular depois da realização do Mutirão da prefeitura, região Noroeste de Goiânia. Equidade? pic.twitter.com/oGdi1t4toy

Capa do @jornal_opopular depois da realização do Governo Itinerante, região Noroeste de Goiânia. pic.twitter.com/1Gq8TKNT6W