“PT precisa parar com essa onda de perseguição contra mim”, reclama Djalma

O PT continua a expurgar quadros históricos em nome do moderníssimo pragmatismo que adotou desde que chegou ao poder. Há poucos minutos, o vereador Djalma Araújo (PT) reclamou do esforço contínuo dos colegas para inviabilizar sua permanência no partido. “O PT precisa parar com essa onda de perseguição contra mim, qual delito? Votei a favor dos trabalhadores da saúde, outro petista também votou”, disse, referindo-se ao também vereador Tayrone di Martino.