Durante oito anos, Marconi suportou calado as agressões de Lula. Ele tinha direito a uma resposta

A nação petista finge-se indignada com o fato do governador Marconi Perillo ter chamado o ex-presidente Lula de “canalha” em discurso na convenção nacional do PSDB.

Parece até que Lula, o bonzinho, está sendo vítima de uma tremenda injustiça.

Mas isso não é verdade. Marconi vem sendo agredido por Lula há oito anos, com ataques de baixíssimo nível e acusações absolutamente caluniosas.

Tudo começou quando Marconi avisou Lula, que visitava a Goiás, da existência de esquema de compra de deputados – mais tarde batizado de mensalão. A advertência de Marconi é a prova da grande mentira de Lula quando afirma que não sabia da maracutaia.

Foi Lula quem forçou a barra da CPI do Cachoeira com o objetivo de “pegar Perillo”, mas o tiro saiu pela culatra, Marconi prestou um depoimento histórico à Comissão e nada ficou provado.

Em visita a Goiás, na campanha de 2010, Lula falou horrores de Marconi e acabou ajudando a Elegê-lo. Pesquisas mostraram que a população ficou indignada com o fato de um presidente vir a Goiás não para anunciar obras e projetos, mas para agredir da cintura para baixo um filho da terra.

Venhamos e convenhamos: Marconi tinha direito a essa resposta. E Lula, sem dúvidas, a mereceu.